Contemar Ambiental - noticia a contemar orienta condominios de sorocaba na coleta seletiva

A Contemar orienta condomínios de Sorocaba na coleta Seletiva

12/07/2011

Preocupados com o bem-estar dos seus moradores e com a saúde do meio ambiente, alguns condomínios residenciais de Sorocaba implantaram a coleta seletiva dos resíduos gerados para se enquadrarem à Lei municipal 9.423.
Esta lei obriga os condomínios residenciais e comerciais a segregarem o lixo orgânico do reciclável. Para isso, é necessária a implantação de contentores ou lixeiras nas cores verde (orgânico) e azul (reciclável). O descumprimento da medida acarretará em multa no valor de R$ 500.
Mais higiene - O condomínio residencial Pio XII, no Jardim Brasilândia, por exemplo, promove a coleta seletiva há aproximadamente um mês. Segundo o zelador do local, Aristides Vaz, mesmo em pouco tempo já se pôde verificar alguns dos benefícios proporcionados pela coleta seletiva. "O contentor específico para o armazenamento dos recicláveis facilitou meu trabalho. O produto é simples de higienizar e, ainda, possui um buraco para escoar a água, o que evita o mau cheiro e a possível proliferação de insetos e outros bichos".
A síndica do condomínio, Tânia Silva, conta que se assustou ao ler a notificação enviada pela prefeitura, e mesmo com o possível apoio das cooperativas para o fornecimento de big bags, que servirá para acondicionamento prévio dos recicláveis, decidiu adquirir um produto específico para a função. "Não gostei da ideia de utilizar as big bags. Elas não garantem o armazenamento eficiente e muito menos a higiene adequada."
Investimento em contentores - Após procurar na internet uma empresa em Sorocaba que fornecesse o material, Tânia encontrou a Contemar Ambiental. "Compramos o contentor de mil litros. Ele é prático e higiênico, perfeito para a destinação de resíduos gerados em condomínios", ressalta Tânia.
Toda mudança leva alguns meses para adaptação. O fato foi vivido pelos moradores do condomínio Pio XII. "Tive que me adaptar com a coleta seletiva, assim como todos os condôminos. O problema não está na falta de informação, mas, sim, na força de vontade das pessoas", afirma a síndica. "Antes de comprarmos o contentor, não fazíamos a segregação do lixo. Agora, com a nova aquisição, pretendemos melhorar nosso sistema de coleta seletiva, que veio para ficar", garante.
Segundo Aristides, a praticidade dos contentores e a entrega imediata do produto falaram mais alto. "Se fosse fazer de alvenaria, o valor seria bem maior e a demora em ficar pronto também", diz.
Para facilitar o descarte de todos os recicláveis, inclusive daqueles de menor volume que ficam no lixo dos carros, por exemplo, duas lixeiras, adquiridas juntamente com o contentor de mil litros, foram dispostas em locais estratégicos do condomínio. "Achei importante comprar as lixeiras, assim, os moradores podem jogar restos de papel e bitucas de cigarro. Desta forma, juntamos todos os recicláveis recolhidos e damos a destinação adequada", explica.
Sobre a Contemar - Seu objetivo é modernizar o sistema de coleta do lixo urbano com o que existe de mais avançado no mundo.